Pular para o conteúdo

Cerrado produz o melhor trigo do País

    O potencial do trigo no Cerrado: buscando a autossuficiência na produção nacional

    É indiscutível que o Brasil possui um potencial promissor na região do Cerrado para se tornar autossuficiente na produção de trigo. Com áreas disponíveis e um clima propício, pesquisadores da Embrapa acreditam que em cinco anos o país poderá alcançar essa meta. Atualmente, o Brasil importa cerca de metade do trigo consumido, mas com o aumento significativo da produção na região do Cerrado, essa dependência internacional pode diminuir substancialmente.

    Produção de qualidade na região do Cerrado

    O Cerrado é reconhecido por produzir um dos melhores trigos do país, com potencial para aumentar sua área de produção em até 20 vezes. Além disso, o trigo colhido na região é conhecido pela sua qualidade, graças às condições climáticas favoráveis que garantem sua colheita em épocas secas.

    Investimento em pesquisa e parcerias

    Para alcançar essa autossuficiência na produção de trigo, a Embrapa tem investido em pesquisas e parcerias para o desenvolvimento de cultivares específicas para as condições do Cerrado. Além disso, a expansão das atividades de pesquisa para outras regiões do país, como Roraima, Ceará e Piauí, evidencia o potencial dessas novas fronteiras para o cultivo do trigo.

    Gostou das nossas dicas? Possui alguma outra que gostaria de compartilhar com a gente?

    Introdução do Potencial do Trigo na Região do Cerrado

    Autossuficiência na Produção do Cereal

    Produção de Trigo na Região do Cerrado

    Como o Brasil Pode Alcançar a Autossuficiência na Produção de Trigo

    Sistemas de Plantio

    Sistema de Cultivo a Seco

    Sistema de Cultivo Irrigado

    Parceria entre Pesquisa e Setor Produtivo

    Importância das Cultivares Desenvolvidas pela Embrapa

    Debates sobre a Autossuficiência na Produção de Trigo no Cerrado

    Experiência e Conhecimento dos Produtores Rurais

    Potencial das Cultivares Desenvolvidas pela Embrapa

    Fronteiras Emergentes para a Produção de Trigo

    Música

    Autossuficiência em trigo na região do Cerrado

    Não é de hoje que o potencial do trigo na região do Cerrado é debatido. Isso se demonstra em inúmeros estudos cada vez mais animadores. Segundo pesquisadores da Embrapa, se atualmente o Brasil importa cerca de 50% do trigo que consome, existe a possibilidade real de o país se tornar autossuficiente na produção do cereal.

    Possibilidade de autossuficiência em cinco anos

    Acredita-se que o Brasil consiga alcançar a autossuficiência em trigo em cerca de cinco anos, visto que temos a área disponível. Não é necessário derrubar nenhuma árvore para produzir mais trigo e, como o país consome em torno de 12,5 milhões de toneladas por ano e produz apenas 50%, acredita-se que os outros 50% podem ser produzidos pelo sul do país, aumentando sua área de produção significativamente. A região do Cerrado é hoje a que produz o melhor trigo do país e um dos melhores do mundo para a panificação, com potencial para aumentar em 20 vezes sua área de produção.

    Existem estudos de área disponível e para o trigo, portanto, é possível chegar facilmente a produzir duas a três toneladas aqui na região, contribuindo muito para a autossuficiência, principalmente no sequeiro. Temos essa disponibilidade diária após a safrinha do cultivo de soja. O trigo entraria nesse sistema de sucessão, em rotação com o milho e sempre incrementando essa produção. O trigo é produzido na região central do Brasil em dois sistemas: o sequeiro e o irrigado. No sistema sequeiro, ele é plantado após a cultura de verão, aproveitando a umidade do solo e o restante das chuvas em março e abril, podendo ser cultivado também na época de inverno com irrigação entre abril e maio e colhido em setembro. Uma das principais vantagens do cultivo aqui na região é que o trigo é colhido numa época seca, por exemplo, no sequeiro, ele é colhido aqui em junho e julho. Esse trigo não toma chuva na colheita. No sistema irrigado, o trigo colhido agora em setembro também não toma chuva, o que ajuda muito na qualidade em relação aos trigos do Sul.

    Graças à parceria entre a pesquisa e o setor produtivo, recordes mundiais de produtividade estão sendo batidos aqui na região Noroeste, e investir em tecnologias próprias para a região é fundamental para que, em pouco tempo, o Brasil não precise mais exportar trigo, o que será um ganho para toda a cadeia produtiva.

    Conhecimento e experiência dos produtores

    Hoje, os produtores conhecem bem como conduzir uma lavoura de trigo para obter altas produtividades, e esse conhecimento não aconteceu por acaso. Ele veio pelo fato de que houve pesquisas, principalmente na Embrapa, que geraram conhecimentos e experiências. Os produtores rurais conseguiram implantar isso em suas propriedades e tiveram resultados positivos. A Embrapa desenvolveu materiais que trouxeram bons resultados para a região, como os materiais 2542 e 264, que são a base do plantio aqui no cerrado. As cultivares desenvolvidas pela Embrapa na região são reconhecidas pelo potencial de alto rendimento e pela qualidade industrial.

    Com cada vez mais pesquisas e investimentos, a autossuficiência na produção de trigo está diretamente relacionada ao Cerrado. Mostrar toda a tecnologia que já foi desenvolvida pela Embrapa para o trigo na região e buscar o potencial de outras regiões são passos importantes para alcançar esse objetivo. Novas fronteiras estão sendo exploradas para o trigo, como na região de Roraima e no Estado do Ceará, onde estudos iniciais mostraram o potencial dessas novas variedades na região. O potencial dessas novas fronteiras do Brasil é evidente, e o investimento nelas ajudará o país a alcançar a autossuficiência na produção de trigo.

    Progresso no âmbito do Legislativo

    O tema também tem sido debatido no Legislativo, com pesquisadores da Embrapa mostrando o que tem sido realizado para aumentar a produção de trigo no cerrado, a fim de diminuir a dependência do mercado internacional. O consenso é de que a autossuficiência na produção de trigo está diretamente relacionada ao Cerrado.

    Música

    Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Jornal Do Campo

    Conclusão

    O potencial do trigo na região do Cerrado é animador e a possibilidade de o Brasil se tornar autossuficiente na produção desse cereal é real. Com pesquisas e investimentos na região, é possível aumentar significativamente a área de produção e alcançar altas produtividades. A parceria entre pesquisa e setor produtivo é fundamental para o desenvolvimento de tecnologias específicas para a região, o que irá contribuir para a independência do mercado internacional.

    Perguntas e Respostas

    1. Por que a região do Cerrado tem potencial para aumentar sua produção de trigo?

    A região do Cerrado tem espaço disponível para expansão da produção de trigo e possui condições climáticas ideais para o cultivo do cereal.

    2. Qual é a importância da parceria entre pesquisa e setor produtivo para o desenvolvimento do trigo no Cerrado?

    A parceria é fundamental para o desenvolvimento de tecnologias específicas para a região, o que irá contribuir para a independência do mercado internacional.

    3. Quais são as vantagens do cultivo de trigo na região central do Brasil?

    Uma das principais vantagens é que o trigo na região central do Brasil é colhido em uma época seca, o que ajuda na qualidade do produto.

    4. Além do Cerrado, em quais outras regiões do Brasil estão sendo desenvolvidas pesquisas para o cultivo de trigo?

    Além do Cerrado, estão sendo desenvolvidas pesquisas nas regiões de Roraima, Ceará e Piauí, com introdução de variedades específicas para cada local.

    5. Qual é o potencial de produtividade do trigo nessas novas fronteiras do Brasil?

    Nas novas fronteiras do Brasil, como Roraima e Ceará, o trigo mostrou um potencial de produtividade de até quatro toneladas por hectare, demonstrando a viabilidade do cultivo nessas regiões.

    Verifique a Fonte Aqui

    [Música] não é de hoje que o potencial do trigo na região do Cerrado é debatido E isso se demonstra em inúmeros cada vez mais animadores segundo pesquisadores da Embrapa se atualmente o Brasil importa cerca de 50% do Trigo que consome existe a possibilidade real de um país se tornar autossuficiente na produção do

    Cereal Nós acreditamos que o Brasil consiga autossuficiência em trigo em média Nós acreditamos que cinco anos é possível né porque nós temos a área disponível né Nós precisamos não precisamos derrubar nenhuma árvore aqui para produzir mais trigo e nós consumimos em torno de 12.5 milhões de toneladas por ano e o Brasil

    Produz apenas 50% então nós acreditamos que esses outros 50% pode ser produzidos pelo sul do país aumentando a sua área né significativamente e a região do Cerrado né O Cerrado é hoje a região que produz o melhor trigo do país e um dos melhores do mundo para a Panificação e segundo

    Especialistas tem potencial para aumentar em 20 vezes sua área de produção existem estudos né de área disponível e para o trigo então nós podemos aí chegar facilmente aí a produzir duas a três toneladas aqui na região né contribuindo muito para essa Auto suficiência né então principalmente no sequeiro nós

    Temos essa disponibilidade diária aí após na safrinha após o cultivo da soja então o trigo entraria nesse sistema né de sucessão a soja né em rotação com o milho e sempre incrementando né Essa essa produção o trigo é produzido na região central do Brasil em dois sistemas o sequeiro e o

    Irrigado no sistema sequeiro ele é plantado após a cultura de verão aproveitando a umidade do solo e o restante das chuvas em março e abril e pode ser cultivado também na época de inverno com irrigação entre Abril e maio e colhido em setembro é isso um dos principais vantagens que nós temos do

    Cultivo aqui na região é que o trigo aqui ele é colhido numa época seca mesmo por exemplo sequeiro ele é colhido aqui em junho julho né então esse trigo ele não toma chuva na colheita ao mesmo tempo também o trigo do sistema irrigado que acolhido agora em setembro então o

    Trigo que não toma chuva Esse é um dos principais é atributos né que ajuda muito na qualidade em relação aos Trigos do Sul graças a parceria entre a pesquisa e o setor produtivo recordes mundiais de produtividade está sendo batidos aqui na região Noroeste para especialistas investirem tecnologias próprias para a

    Região é fundamental para que em pouco tempo o Brasil não precise mais exportar trigo o que será um ganho para toda a cadeia produtiva [Música] hoje o produtor conhece bem como conduzir uma Lavoura de trigo para obter altas produtividades e esse conhecimento que o produtor tem e a experiência que

    Ele tem ele não aconteceu por acaso ele veio pelo fato de que houve pesquisas e principalmente na Embrapa né gerou essas pesquisas gerou esses conhecimentos essas experiências E aí os produtores rurais conseguiram implantar isso em suas propriedades e deu um bom resultado a gente viu ao longo do tempo lá no começo a

    Necessidade de investimento a necessidade de pesquisa e essa necessidade foi feita pra lembrar Embrapa com a parceira as parcerias internacionais dela ela desenvolveu materiais e trouxe aqui dois materiais que nós plantamos até hoje nossa região que é o 2 5 4 2 6 4 e que até hoje é a

    Base assim do plantio aqui ligado no cerrado os produtores da região sabem bem do potencial das cultivares desenvolvidas pela Embrapa na região e comemoram os bons resultados são as cultivares no mercado de maior produtividade no campo e também são cultivares de excelente qualidade Industrial Então acho que são duas

    Cultivares que conseguem agregar além de estabilidade que já estão há muitos anos no mercado uma excelente produtividade em termos de produção a Campo como também uma excelente produtividade de farinha na indústria nós começamos para fazer uma rotação de cultura no primeiro ano 30 hectares sempre no irrigado

    Segundo ano 200 terceiro 500 e esse ano estamos com 760 hectares pensando numa rotação de Cultura vi uma agricultura rentável e estamos aqui hoje procurando melhores mais novidades para ver se nós conseguimos melhorar nossa produção o tema tem sido debatido também no âmbito do Legislativo em audiência pública realizada no senado

    Pesquisadores da Embrapa mostraram o que tem sido realizado para aumentar cada vez mais a produção de trigo no cerrado a fim de diminuir a dependência do mercado internacional e o Consenso entre eles é de que a autossuficiência na produção de trigo está diretamente relacionada ao Cerrado

    É para mostrar toda a tecnologia que nós já desenvolvemos que a Embrapa já desenvolveu para o trigo aqui na região do Cerrado e buscarmos potencial de outras regiões são novas fronteiras que nós temos para o trigo aqui né então nós já estamos a pesquisa já instaladas na

    Região de Roraima com até com emenda parlamentar de senadores que conseguiram para Embrapa desenvolver ajudar no desenvolvimento desses trabalhos de pesquisa no estado de Roraima no Estado do Ceará nos estados do Piauí também estamos desenvolvendo pesquisas né inicialmente introduzindo variedades aqui da região do Cerrado e nós vimos

    Que essas variedades são tendo um bom potencial nessa região com produtividades até de quatro toneladas por hectares por exemplo na região do Ceará né em Roraima também já conseguimos com a BRS 264 em 80 Dias temos uma produtividade de quatro toneladas por hectares então isso mostra o potencial que nós temos nessas novas

    Fronteiras do Brasil [Música] [Música]