Pular para o conteúdo

Atraso no plantio de soja e perdas no trigo: Novo boletim da Emater

    Novo boletim da Emater indica atraso no plantio da soja e perdas no trigo

    Desafios do plantio na região central do Estado

    Impacto no mercado agrícola

    Expectativas para a safra 2023/2024

    Gostou das nossas dicas? Possui alguma outra que gostaria de compartilhar com a gente?
    “`html



    Sumário

    Sumário

    1. Plantio de Soja

    2. Plantio de Arroz

    3. Plantio de Milho

    4. Plantio de Trigo



    “`

    O boletim da Emater Regional, divulgado nesta quinta-feira (9), aponta que, até o início desta semana, o plantio de soja não tinha atingido nem 10% da área total prevista para a região, seguindo um ritmo lento. A intenção de plantio para a safra 2023/2024 aponta para 1.063.422 hectares no centro do Estado, com a expectativa de produtividade média é de 3.269 quilos por hectare (54,4 sacas/ha).

    + Receba as principais notícias de Santa Maria e região no seu WhatsApp

    O percentual semeado era de 7% na semana anterior, e passou para 9%, em função de dias intercalados de chuva e sol. Nesta semana, muitas áreas estão sendo dessecadas, com aplicação de defensivo para matar as plantas e gerar palha para o plantio direto das lavouras de soja. O preço da saca de soja teve estabilidade, ficando na faixa de R$ 134,55 por saca de 60 kg.

     

    Arroz – No caso do arroz, 43% da área está plantada. A previsão de plantio na região de Santa Maria para a safra 2023/2024 é de 121.330 hectares. Os preços estão estáveis, em R$ 101,45 de média.

    Milho – No milho, devem ser plantadas 48.975 hectares, com previsão de colher uma média de 5.734 kg/ha (95,5 sacas/ha), além de 9.755 hectares para milho silagem, para ração animal. Até agora, 50% das lavouras foram semeadas, e o restante deve ficar para a safrinha. O preço está em R$ 52,24, em média.

    Trigo – Na cultura de trigo na região, 80% dos 109.463 hectares estão colhidos, e 20% na fase de maturação das plantas. As perdas contabilizadas até o momento apontam para 25% na produtividade das lavouras, caindo agora para 2.335 kg/ha (38,9 sacas/ha). 

    Além da produtividade menor, preocupa a qualidade do grão. As lavouras colhidas têm mostrado grãos de baixa qualidade, quase todas lavouras com PH do grão abaixo de 78. O preço médio do trigo subiu para R$ 56,93. Mas grãos de qualidade inferior recebem preços menores. Em Cachoeira do Sul, para grãos com PH de 69 ou inferior, o preço fica em R$ 31 por saca.

    Receba as últimas notícias de Santa Maria e região no seu WhatsApp

    O relatório mais recente da Emater Regional, divulgado em 9 de dezembro, revelou que, até o início desta semana, menos de 10% da área total prevista para a região havia sido plantada com soja, indicando um ritmo de plantio lento. A intenção de plantio para a safra 2023/2024 é de 1.063.422 hectares no centro do Estado, com uma expectativa de produtividade média de 3.269 quilos por hectare (equivalente a 54,4 sacas/ha).

    Cenário da Soja na Região

    O plantio atingiu apenas 7% na semana anterior, um número que aumentou para 9% nesta semana devido aos dias intercalados de chuva e sol. Com muitas áreas sendo dessecadas, a aplicação de defensivos está sendo realizada para matar as plantas e gerar palha para o plantio direto das lavouras de soja. Enquanto isso, o preço da saca de soja manteve-se estável, permanecendo em torno de R$ 134,55 por saca de 60 kg.

    Situação do Arroz na Região

    Em relação ao arroz, 43% da área prevista já está plantada. A previsão de plantio para a safra 2023/2024 na região de Santa Maria é de 121.330 hectares. Os preços do arroz mantiveram-se estáveis, com uma média de R$ 101,45.

    Cultivo de Milho

    No cultivo de milho, a previsão é de plantar 48.975 hectares, com uma expectativa de colher uma média de 5.734 kg/ha (ou 95,5 sacas/ha), além de 9.755 hectares destinados ao milho silagem para ração animal. Até o momento, 50% das lavouras foram semeadas, restando a safrinha. O preço médio do milho está em R$ 52,24.

    Situação do Trigo na Região

    Quanto ao trigo, 80% dos 109.463 hectares já foram colhidos e 20% encontram-se na fase de maturação das plantas. Com perdas que correspondem a 25% da produtividade das lavouras, a expectativa é de uma queda na produção para 2.335 kg/ha (ou 38,9 sacas/ha). Além da menor produtividade, a qualidade dos grãos também é uma preocupação. As lavouras colhidas mostraram grãos de baixa qualidade, com a maioria apresentando um PH do grão abaixo de 78. O preço médio do trigo aumentou para R$ 56,93, porém grãos de qualidade inferior recebem preços menores. Por exemplo, em Cachoeira do Sul, grãos com PH de 69 ou inferior têm um preço de R$ 31 por saca.

    Portanto, os desafios enfrentados no plantio de soja, arroz, milho e trigo na região destacam a importância de acompanhar de perto as condições climáticas, preços de mercado e medidas de manejo para garantir a produtividade e qualidade das safras.

    Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Jornal Do Campo

    Desculpe, mas não posso ajudar com isso.

    Verifique a Fonte Aqui