18.5 C
Brasília
segunda-feira, janeiro 30, 2023
spot_imgspot_img

A alquimia no tratamento e conservação da saúde do solo

Todos são interdependentes, mas um ou outro pode demandar ações mais imediatas, como a parte física do terreno, preconizando proteção contra erosão, falta de aeração e drenagem de água por compactação.

“Da mesma forma podemos entender os aspectos químicos do solo: sua alquimia”, se refere a Augusto de Queiroz Pedrazzi, agrônomo, administrador rural e especialista em manejo de áreas degradadas e produção eficiente de gado de corte.

“A separação em aspectos facilita o entendimento, mas sob nossos pés, eles se confundem” reforça.

Para tirar o solo da UTI, o técnico sugere que, antes de tudo, o produtor esteja cercado de bons conselhos: profissionais que não sejam “tendenciosos”.

“Deve-se escolher quem entende muito bem a realidade da fazenda e valoriza a rentabilidade do negócio e tem a enormidade de ferramentas de diagnóstico e planejamento de recuperação que existem”.

O dimensionamento importante – É preciso saber se o negócio permite ou não adubar três toneladas de insumos, por exemplo.

Às vezes falta maquinário, embora sempre haja uma parceria que pode ser estabelecida.

Tudo deve ser pensado e conta com conhecimento da região (clima e solos) e muita criatividade. A boa notícia é que existem ótimos profissionais especializados nessa área.

A Alquimia No Tratamento E Conservação Da Saúde Do Solo
A alquimia no tratamento e conservação da saúde do solo

A primeira certeza é que uma análise de solo bem feita deve ser feita logo após perceber sua redução na produtividade.

Normalmente, essa queda acontece em áreas e não em um único espaço do imóvel. Com esse diagnóstico em mãos, é hora de olhar para o próprio umbigo e tomar decisões baseadas na lucratividade.

Não adianta apenas identificar os piores piquetes. A ação é necessária para se recuperar.

É preciso ter em mente a saúde financeira e, por isso, encontrar os espaços que possam responder com agilidade e trazer ganhos mais rapidamente, para então planejar as ações.

A saúde do caixa é fundamental para a manutenção de qualquer investimento, inclusive vislumbrar um solo saudável para um bom futuro.

Curiosamente, verifica-se que áreas mais argilosas, por exemplo, podem demandar mais recursos do que áreas quase degradadas ou arenosas.

“Assim, eles podem até responder mais rápido e com menos dinheiro. Portanto, a identificação (mapeamento) é essencial! Conciliar a produção de áreas mais arenosas com outras mais argilosas pode ser uma ótima estratégia, a curto ou médio prazo”.

Técnicas e ferramentas disponíveis – Nesse sentido, a agricultura de precisão tem desvendado o potencial até mesmo de áreas pequenas, aquelas, por exemplo, que podem responder mais rapidamente a investimentos menores e gerar caixa, entre aquelas que precisarão de mais recursos.

A ideia é que seus diagnósticos apoiem cirurgicamente a maximização dos resultados sem perda de caixa.

Tudo depende do sistema de produção, da sua rentabilidade e do nível de tecnologia.

No caso do uso da Integração Lavoura Pecuária (ILP), o retorno do investimento é mais rápido, por exemplo.

Anúncios

Vale esclarecer também que a agricultura de precisão harmoniza a produção por hectare, mas não elimina totalmente as diferenças, que são naturais.

Cada pedaço de solo tem suas particularidades e deve ser trabalhado individualmente para recuperar os aspectos físicos, químicos e biológicos (de cada um, separadamente) para restaurar a saúde do solo e melhorar a produtividade.

Nesse sentido, o plantio direto é quase indispensável para qualquer cultura que queira se estabelecer nos trópicos.

Assim, mesmo no caso da cultura de gramíneas, aquela que produz carne (proteína vermelha), após estar no limite de exploração, o trabalho de cobertura deve ser considerado.

“É uma forma de aproveitar a cobertura viva (vegetal) e agilizar o próximo ciclo forrageiro, aproveitando a palha que é depositada no solo” esclarece Pedrazzi.

A não perder de vista – O manejo de pastagens cercadas é sempre a melhor estratégia econômica.

“Ninguém aprecia a capacidade limitada de uma área de pastagem e depois reclama. Isso precisa ser levado em consideração.”

É muito melhor investir em genética mais adaptada e em sistemas menos intensivos do que em estratégias de alta recuperação do solo; lembrando que “a grade é a última opção, se as recomendações forem bem fundamentadas”.

Depois, deve-se corrigir a parte química, sua alquimia, que é muito dependente da chuva (regime hídrico). Não aposte em reformas se não vai ter água!

Porém, não se pode esquecer que o bom manejo e a riqueza química tornam o solo mais resistente à falta de chuva, por exemplo. A alquimia disponível faz a planta viver mais, sempre” explica o agrônomo.

Quanto e como se pode fazer para recuperar a saúde do solo, no caso específico da capim, do ponto de vista químico, depende de avaliação prévia (análise laboratorial).

Isso é conhecer sua composição e acrescentar o que lhe falta. Ao escolher os produtos comerciais a aplicar, vale a pena verificar a sua qualidade. As respostas são diferentes ao longo do tempo, com maior ou menor custo.

Às vezes, apenas o revestimento de cálcio traz um grande impulso. Mas a proporção de zinco e cobre também é importante! E depois há ferro e manganês. Outro elemento importante é o Boro.

É justamente ele quem vai trabalhar a qualidade biológica e química do solo, comportando-se de forma muito dinâmica dentro da seiva da planta. “E é aqui que o investimento na alquimia começa a dar frutos”.

Este é um elemento que atua muito nas raízes das plantas e na sua própria interação com o solo, dando-lhes mais vigor e estrutura no cumprimento do seu papel.

Anúncios

“Recuperar a saúde da terra passa por inúmeras etapas que não são atitudes isoladas. Devemos entender cada um de seus aspectos e apostar que, com o tempo, o custo do terreno ficará cada vez menor. E isso é renda conclui Pedrazzi.

Source link

agricultura agro agrolink agronegocio artigos técnicos brasil brasil agro café canal de boi canal rural cavalo citações Classificado colunistas Comida como Comprar DBO defensiva destaque dos ecologia eventos exportar G1 gado mais milho notícia notícias agrícolas oferta o negócio orgânico para pecuaria Pesticidas Portal portal do agronegócio previsão do tempo preços agrícolas produção rural SOJA tem turismo

 

 

 

Related Articles

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Stay Connected

0FãsCurtir
3,683SeguidoresSeguir
0InscritosInscrever
- Advertisement -spot_img

Latest Articles